Rodrig@o_Química canada gansa EUA

quinta-feira, 5 de maio de 2011

Canadese Goose Jackettemscope='itemscope' itemtype='http://schema.org/BlogPosting'>

5 Curiosidades Legais!

O que é o sol da meia-noite?
É um fenômeno que ocorre perto do pólos, quando o Sol não se põe durante pelo menos 24 horas. Isso acontece porque a inclinação do eixo da Terra em relação ao plano se sua órbita faz com que o Sol incida quase perpendicularmente sobre os pólos, em posições que se alternam de seis em seis meses. Nos pólos propriamente ditos, tanto o dia solar quanto a noite duram teoricamente um semestre. A passagem para o dia ou para a noite polar acontece nos equinócios - quando a duração das horas de sol é igual em toda a Terra.


O que é um buraco negro?
O buraco negro é uma estrela que perdeu o brilho e ficou extremamente densa. A gravidade dela é tão alta que suga o que está ao seu redor e não deixa a luz de outros corpos escaparem.

O que existe no centro da Terra?
O núcleo terrestre é dividido em duas partes. O exterior, constituído principalmente de ferro derretido e níquel, começa a 2.900 quilômetros abaixo da superfície. O núcleo interior começa a 5 mil quilômetros da superfície e tem, aproximadamente, 2.800 quilômetros de largura. Ele é composto de ferro e níquel em estado sólido e está sob grande pressão. A temperatura chega a 6 mil ºC.

O que é a aurora boreal, onde e quando ela acontece?
A aurora boreal é um fenômeno luminoso que acontece no pólo norte. Ela ocorre quando partículas carregadas eletricamente, como elétrons, são emanadas do sol. Ao chegar na Terra, elas são guiadas pelo campo magnético até os pólos, originando tal fenômeno. Quanto maior a atividade solar, mais intensas são as auroras. Vale ressaltar que elas só ocorrem nos pólos (a do pólo sul se chama aurora austral) e acima da atmosfera terrestre, a cerca de 60 km de altitude.

O que é ano-luz ?
É a distância percorrida pela luz em um ano. Essa medida é muito usada para cálculos astronômicos. A velocidade da luz foi determinada pela primeira vez em 1675, pelo astrônomo Olaus Roemer (1644-1710), medindo o intervalo entre sucessivos eclipse da lua Io, de Júpiter, para diferentes pontos da órbita da Terra.

As 10 cervejas mais vendidas no mundo

A Super conseguiu, com exclusividade, a lista das cervejas mais vendidas em 2009. Todas elas são claras, leves, não têm mais de 5% de concentração de álcool e patrocinam algum tipo de esporte. Duas delas são light (!), três são chinesas e uma é brasileira. E você sabia que a Skol é dinamarquesa?

10. Yanjing
Tipo: Pale lager (cor clara e muito transparente, sabor moderadamente amargo)
Volume de álcool: 4.5% (garrafa 330mL)
Terra natal: China
Patrocinou: Olimpíadas de Beijing
É cerveja oficial do Partido Comunista Chinês.
9. Coors Light
Tipo: Light (102 Kcal por lata de 350 mL)
Volume de álcool: 4,2%
Terra natal: Canadá
Patrocina: a Liga Nacional de Futebol Americano (NFL) e as corridas de Nascar.
Todas as suas embalagens vêm com “Certificado de Frio”: uma tinta especial que muda de cor quando a temperatura fica a menos de 4°C.
8. Heineken
Tipo: Pale lager
Volume de álcool: 4,3%
Terra natal: Holanda
Patrocina: UEFA (União das Federações Europeias de Futebol) e diversos festivais musicais pela Europa, como o Oxegen, maior festival de música da Irlanda.
Possui um aplicativo pra iPhone conectado ao Facebook que serve para chamar seus amigos virtuais pra beber – na vida real, supostamente.
7. Tsingtao
Tipo: Pilsener (pálida, amarela e com presença de lúpulo)
Volume de álcool: 4,7%
Terra natal: China
Patrocinou: Olimpíadas de Beijing
Criada por alemães instalados na região, passou pelas mãos de japoneses e famílias chinesas até ser estatizada.
6. Brahma
Tipo: Pilsener
Volume de álcool: 5%
Terra natal: Brasil
Patrocina: Seleção Brasileira de Futebol, Copa do Mundo, Festa do Peão de Boiadeiro de Barretos e carnaval de diversas cidades brasileiras.
Foi a primeira cerveja produzida no Brasil e já teve Fernanda Montenegro, Maitê Proença, Mussum e Luiz Gonzaga como garotos propaganda da marca.
5. Corona
Tipo: Pale lager
Volume de álcool: 4,6%
Terra natal: México
Patrocina: Associação Profissional de Golf Feminino (LPGA), as corridas de Nascar no México, além de promover o Corona Music Fest, também no México.
Sua garrafa é transparente, “marca registrada” que faz com que ela se estrague mais rápido quando exposta ao sol ou a lâmpadas fortes. Talvez os mexicanos bebam no escuro.
4. Budweiser
Tipo: American Lager (Leves, claras, gaseificadas e aguadas)
Volume de álcool: 5%
Terra natal: Estados Unidos
Patrocina: Copa do Mundo, uma equipe de corrida Nascar e cavalos Clydesdales, utilizados para divulgação da marca.
Compartilha o mesmo nome da cerveja tcheca produzida em Budweis desde o século XIII (a americana foi criada em 1876). A justificativa da Bud americana é que a coincidência se deve ao estilo da cerveja (Budweiser significa “de Budweis”). A confusão dos nomes faz com que a marca americana seja vendida como Bud na Europa, onde a Budweiser Budvar (a tcheca) também é distribuída.
3. Skol
Tipo: Pilsener
Volume de álcool: 4,7%
Terra natal: Dinamarca
Patrocina: Seleção Brasileira de Futebol, Brasil Surf Pro (circuito de surf brasileiro), Carnavais de Recife e Olinda (PE), festas de São João em Campina Grande e Patos (SP), e diversos shows musicais. Possui um festival de música que acontece por todo o país, o Skol Beats.
Skol vem da expressão sueca “Skål”, que significa ‘Saúde!’ e é utilizada quando os loirinhos lá do norte fazem um brinde. É Dinamarquesa, mas tem licença para ser fabricada no Brasil desde 1967.
2. Bud Light
Tipo: Light (95 Kcal por lata de 350 mL)
Volume de álcool: 4,2%
Terra natal: Estados Unidos
Patrocina: NBA (Associação Nacional de Basquete dos EUA), UFC (associação americana de MMA), seleção mundial mexicana de futebol, entre outros.
Era a cerveja mais vendida no mundo até ser desbancada pela…:
1. Snow
Tipo: American Lager
Volume de álcool: 4,3%
Terra natal: China
Patrocina: Uma edição do “Man Vs Wild”, reality show do Discovery Channel britânico parecido com o No Limite, traduzido no Brasil como “À prova de tudo”.
Na China, é chamada de Xue Hua, que significa, literalmente, “flor da neve”.
É a única cerveja da lista vendida exclusivamente em um país – sorte dela que é no de maior população do planeta!
 
Um abraço: El phodon

COMO DIRIGIR SOB CHUVA FORTE. VALE A PENA LER

 Nós, motoristas ligamos os limpadores de parabrisas em velocidade rápida ou máxima durante chuvas pesadas, mas a visibilidade ainda é bastante ruim.
Se você enfrentar tal situação, ponha óculos de sol (qualquer modelo serve).
Parece um milagre!
De repente, a visibilidade fica perfeita, como se não estivesse chovendo.
Assim, mantenha sempre um par de óculos de sol no porta-luvas do carro para ter boa visão em caso de chuva.
Você também pode salvar a vida de alguém, repassando essa informação a ele/ela.
Experimente! É incrível!
Você ainda verá as gotas no pára-brisa, mas não a lâmina de chuva.
Você poderá ver onde a chuva salta para fora da estrada e os respingos dos pneus do carro à sua frente.
Esta pequena dica deveria ser incluída na formação do motorista.
É excelente!!!!!

Como surgiu o ovo de páscoa? Qual a história do Ovo de Chocolate?

A origem de uma tradição que é comemorada no mundo todo. Um pouco de cultura sempre é bom, conheça a história, origem e como surgiu o Ovo de Chocolate e as tradições de páscoa. O hábito de dar ovos de verdade vem da tradição pagã. O hábito de trocar ovos de chocolate surgiu na França. Antes disso, eram usados ovos de galinha para celebrar a data.
A tradição de presentear com ovos – de verdade mesmo – é muito, muito antiga. Na Ucrânia, por exemplo, centenas de anos antes de era cristã já se trocavam ovos pintados com motivos de natureza – lá eles têm até nome, pêssanka – em celebração à chegada da primavera.
Os chineses e os povos do Mediterrâneo também tinham como hábito dar ovos uns aos outros para comemorar a estação do ano. Para deixá-los coloridos, cozinhavam-nos com beterrabas.
Mas os ovos não eram para ser comidos. Eram apenas um presente que simbolizava o início da vida. A tradição de homenagear essa estação do ano continuou durante a Idade Média entre os povos pagãos da Europa.
Eles celebravam Ostera, a deusa da primavera, simbolizada por uma mulher que segurava um ovo em sua mão e observava um coelho, representante da fertilidade, pulando alegremente ao redor de seus pés.
Os cristãos se apropriaram da imagem do ovo para festejar a Páscoa, que celebra a ressurreição de Jesus – o Concílio de Nicéia, realizado em 325, estabeleceu o culto à data. Na época, pintavam os ovos (geralmente de galinha, gansa ou codorna) com imagens de figuras religiosas, como o próprio Jesus e sua mãe, Maria.
Na Inglaterra do século X, os ovos ficaram ainda mais sofisticados. O rei Eduardo I (900-924) costumava presentear a realeza e seus súditos com ovos banhados em ouro ou decorados com pedras preciosas na Páscoa. Não é difícil imaginar por que esse hábito não teve muito futuro.
Foram necessários mais 800 anos para que, no século XVIII, confeiteiros franceses tivessem a idéia de fazer os ovos com chocolate – iguaria que aparecera apenas dois séculos antes na Europa, vinda da então recém-descoberta América. Surgido por volta de 1500 a.C., na região do golfo do México, o chocolate era considerado sagrado pelas civilizações Maia e Asteca. A imagem do coelho apareceu na mesma época, associada à criação por causa de sua grande prole.
A origem de uma tradição que é comemorada no mundo todo. Um pouco de cultura sempre é bom, conheça a história, origem e como surgiu o Ovo de Chocolate e as tradições de páscoa. O hábito de dar ovos de verdade vem da tradição pagã. O hábito de trocar ovos de chocolate surgiu na França. Antes disso, eram usados ovos de galinha para celebrar a data.
A tradição de presentear com ovos – de verdade mesmo – é muito, muito antiga. Na Ucrânia, por exemplo, centenas de anos antes de era cristã já se trocavam ovos pintados com motivos de natureza – lá eles têm até nome, pêssanka – em celebração à chegada da primavera.
Os chineses e os povos do Mediterrâneo também tinham como hábito dar ovos uns aos outros para comemorar a estação do ano. Para deixá-los coloridos, cozinhavam-nos com beterrabas.
Mas os ovos não eram para ser comidos. Eram apenas um presente que simbolizava o início da vida. A tradição de homenagear essa estação do ano continuou durante a Idade Média entre os povos pagãos da Europa. Eles celebravam Ostera, a deusa da primavera, simbolizada por uma mulher que segurava um ovo em sua mão e observava um coelho, representante da fertilidade, pulando alegremente ao redor de seus pés.
Os cristãos se apropriaram da imagem do ovo para festejar a Páscoa, que celebra a ressurreição de Jesus – o Concílio de Nicéia, realizado em 325, estabeleceu o culto à data. Na época, pintavam os ovos (geralmente de galinha, gansa ou codorna) com imagens de figuras religiosas, como o próprio Jesus e sua mãe, Maria.
Na Inglaterra do século X, os ovos ficaram ainda mais sofisticados. O rei Eduardo I (900-924) costumava presentear a realeza e seus súditos com ovos banhados em ouro ou decorados com pedras preciosas na Páscoa. Não é difícil imaginar por que esse hábito não teve muito futuro.
Foram necessários mais 800 anos para que, no século XVIII, confeiteiros franceses tivessem a idéia de fazer os ovos com chocolate – iguaria que aparecera apenas dois séculos antes na Europa, vinda da então recém-descoberta América. Surgido por volta de 1500 a.C., na região do golfo do México, o chocolate era considerado sagrado pelas civilizações Maia e Asteca. A imagem do coelho apareceu na mesma época, associada à criação por causa de sua grande prole.
 
Um abraço: rodriog@o - El phodon

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Exercícios de Recuperação de Física – 1 ANO


Escola Dinâmica
Disciplina: Física                                                      Nota: ________
Professor: Rodrig@o
Exercícios de Recuperação de Física – 1 ANO
Aluno: ________________________________________ nº____

1. Quando o brasileiro Joaquim Cruz ganhou a medalha de ouro nas Olimpíadas de Los Angeles, correu 800m em 100s. Qual foi sua velocidade média?
2. Um nadador percorre uma piscina de 50m de comprimento em 25s. Determine a velocidade média desse nadador.
3. Suponha que um carro gaste 3 horas para percorrer a distância de 45 km. Qual a velocidade média deste carro?
4. Um automóvel passou pelo marco 30 km de uma estrada às 12 horas. A seguir, passou pelo marco 150 km da mesma estrada às 14 horas. Qual a velocidade média desse automóvel entre as passagens pelos dois marcos?
5. Um motorista de uma transportadora recebeu seu caminhão e sua respectiva carga no km 340 de uma rodovia às 13 horas, entrou a carga no km 120 da mesma rodovia às 16 horas. Qual foi a velocidade média desenvolvida pelo caminhão?
6. No verão brasileiro, andorinhas migram do hemisfério norte para o hemisfério sul numa velocidade média de 25 km/h . Se elas voam 12 horas por dia, qual a distância percorrida por elas num dia?
8. Uma pessoa, andando normalmente, desenvolve uma velocidade média da ordem de 1 m/s. Que distância, aproximadamente, essa pessoa percorrerá, andando durante 120 segundos?
9. Um foguete é lançado à Lua com velocidade constante de 17500 km/h, gastando 22 horas na viagem. Calcule, com esses dados, a distância da Terra à Lua em quilômetros.
10. Um trem viaja com velocidade constante de 50 km/h. Quantas horas ele gasta para percorrer 200 km?

Um abraço: Rodrig@o - El Phodon

quarta-feira, 6 de abril de 2011

NOTAS DO TESTE DE QUIMICA 1º ANO A


ALUNOS
NOTAS
AYARA TORRES PEREIRA
6,5
BÁRBARA LUANA C. DE OLIVEIRA
9,0
CAIQUE PEDRO
8,5
DIEGO NUNES DE MENEZES
3,0
ISÍS GABRIELA
9,0
IZABELLA MELISSA F. RODRIGUES
7,5
JACQUELINE MESTRE
9,5
JAIRO DO NASCIMENTO A. JÚNIOR
3,0
JESSICA CAZUZA LEITE
9,5
JÉSSICA GOMES COELHO

canada gansa EUA

canada goose retailers toronto
mens kanada goose takki
canadá ganso usa
Baby Canada Goose
canada goose trillium parka

Système de filtration en distributeur UltraMax de Brita®

  • Verre 1
  • Verre 2
  • Verre 3
  • Verre 4
  • Verre 5
  • Verre 6
  • Verre 7
  • Verre 8
  • Verre 9
  • Verre 10
  • Verre 11
  • Verre 12
  • Verre 13
  • Verre 14
  • Verre 15
  • Verre 16
  • Verre 17
  • Verre 18
39,99 $ (PDSF)
brita ultramax dispenser lg

De très grande capacité et exempt de BPA, ce distributeur à bouton est le système idéal pour les familles ou les bureaux. Posez-le sur le comptoir de cuisine ou sur la tablette du réfrigérateur pour avoir une eau du robinet bonne au goût en tout temps.

  • Capacité de 18 tasses de 240 ml (8 oz)
  • Forme rectangulaire adaptée aux tablettes des réfrigérateurs.
  • Sans BPA

 

Points de Vente

Filtre recommandé

Brita Filter
Systèmes de filtration en pichet ou en distributeur emballage

7,49* $ (PDSF)

keep water fresh icon

N'oubliez pas de remplacer votre filtre!

 

Slim Water Filtration Pitcher
Système de filtration en pichet Brita® (modèle Slim)

14,99 $

Space Saver Water Filtration Pitcher
Système de filtration en pichet Brita® (modèle Space Saver)

19,99 $

Colour Series Grand Pitcher Red
Système de filtration en pichet Brita® (modèle Grand rouge)

34,99 $

Marina Water Filtration Pitcher Black
Système de filtration en pichet Brita® (modèle Marina)

29,99 $

Système de filtration en pichet Brita® (modèle Pacifica) Berry
Système de filtration en pichet Brita® (modèle Pacifica)

34,99 $

Vintage Water Filtration Pitcher
Système de filtration en pichet Brita® (modèle Vintage)

34,99 $



L’eau gratuite ?



Au Canada, l’eau est gratuite, il n’existe pas de compteurs d’eau et donc pas de facturation au mètre cube consommé, ce qui est très surprenant pour nous Européens.

Cette gratuité n’est que partielle puisque une partie des impôts fonciers payés par les propriétaires est consacrée à l’entretien des réseaux de distribution. Mais le montant de la taxe d’eau est tellement dérisoire que pour les québécois cette gratuité existe bien.

Le Canada dispose en effet d’une réserve d’eau qui figure parmi les plus importantes du monde, en raison notamment des lacs qui occupent près de 16 % de la surface du Québec. Près de 10 % du territoire canadien est recouvert d’eau douce, soit trois fois la superficie de la France.

L’eau potable de Montréal vient du fleuve Saint-Laurent près des rapides de Lachine. La ville de Montréal produit quotidiennement 1 800 000 mètres cubes d’eau.

Cette abondance de l’eau a aussi des effets pervers : comme il n’y a pas de facturation à la consommation, les personnes font moins attention et il y a donc un effet direct sur le gaspillage. La consommation moyenne d’un Canadien varie entre 300 et 400 litres d’eau par jour, c’est l’une des consommations les plus élevée au monde contre en moyenne 150 litres d’eau par jour pour les Français. S’ajoute à ce gaspillage, une perte de l’eau potable via les canalisations souvent vétustes, l’eau ainsi traitée retourne sous terre.

Face à ce gaspillage énorme, une prise de conscience émerge quant à la  ressource précieuse que constitue l’eau. Ainsi pour mieux protéger celle-ci, l’installation de compteurs d’eau individuels avec une facturation à la consommation pourrait bientôt mettre fin à cette quasi-gratuité.

08092014 022

CANAL DE LACHINE

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS
Cette entrée a été publiée dans Pratique, avec comme mot(s)-clef(s) Canada, compteurs d'eau, consommation, eau gratuite, factures, gaspillage, monde, réserve d'eau douce. Vous pouvez la mettre en favoris avec ce permalien.

3 réponses à L’eau gratuite ?

  1. GR2 dit :

    Un pays qui comprend le « bien commun de l’humanité a forcément ses travers… :-)

    Répondre
  2. Lolo de Montréal dit :

    L’eau est gratuite à Montréal, tu es sûre qu’il en est de même dans le reste du Québec?

    Répondre
    • phanette dit :

      effectivement, il existe tout de même des compteurs individuels où l’eau est payée à la consommation

      Répondre

Laisser un commentaire Annuler la réponse.