G7 cultura: Alinari scatta foto d'epoca - Arte - ANSA.it foto d'oca

  • ANSA.it
  • Cultura
  • Arte
  • G7 cultura: Alinari scatta foto d'epoca

G7 cultura: Alinari scatta foto d'epoca

Partecipanti immortalati da più antica azienda foto del mondo

(ANSA) - FIRENZE, 30 MAR - Alinari, la più antica azienda fotografica al mondo, celebra il G7 della Cultura a Firenze immortalando i ministri della Cultura: con un "banco ottico", apparecchiatura fotografica ottocentesca, lo staff Alinari ha realizzato, nella Sala della Musica di Palazzo Pitti, una fotografia celebrativa del primo G7 della Cultura inaugurato oggi a Firenze, a cui hanno preso parte, oltre al ministro Franceschini, i suoi colleghi di Canada, Francia, Germania, Giappone, Gran Bretagna e Stati Uniti, nonché il commissario europeo per la cultura ed il segretario generale dell'Unesco.
    La fotografia verrà sviluppata e stampata in analogico secondo le tecniche artigianali dell'800. Una copia della fotografia, consegnata a tutti i partecipanti, entrerà anche negli Archivi Alinari. Questi, con un patrimonio di oltre 5 milioni di fotografie, conservano e valorizzano la memoria del Paese e del mondo intero e, da oltre 150 anni, producono e tramandano al futuro comunicazione per immagini, raccontando con le foto da quasi 180 anni la storia, i popoli, l'arte, la cultura, il paesaggio, il lavoro.
    (ANSA).
   

RIPRODUZIONE RISERVATA © Copyright ANSA

Ultima ora

  1. 16:53

    Partnership Calvin Klein e Warhol Found.

  2. 16:44

    Film Guadagnino vince ai Gotham Awards

  3. 16:18

    Trieste, 24 disegni inediti Zoran Music

  4. 16:16

    A Bologna il Festival del cinema trans

  5. 16:15

    Teatro:Guccini con Syusy Blady e Roversi

  6. 16:15

    Rea, Braga e l'intelligenza artificiale

  7. 16:14

    Bocelli,a Puccini lega rapporto speciale

  8. 16:03

    Cosulich nuovo direttore Quadriennale

  9. 15:59

    Altan firma Bestie Umane

  10. 15:44

    Piano premiato per tribunale Parigi





foto d'oca

canada goose vaatteet
canadá ganso usa
canadien goose
canada goose london
Canada Goose Mænd MISTÉRIOS DESVENDADOS

MEU FACEBOOK

segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

A TERRA OCA




No início de 1970, a Administração do Serviço de Ciência e Meio Ambiente (ESSA), que pertence ao Departamento de Comércio dos Estados Unidos, divulgou para a imprensa fotografias do Pólo Norte tiradas pelo satélite ESSA-7 em 23 de novembro de 1968. Uma dessas fotografias mostrava o Pólo Norte com um imenso buraco ou abertura para seu interior.

A ESSA estava longe de suspeitar que suas fotos rotineiras de reconhecimento atmosférico fosse contribuir e despertar uma das controvérsias mais sensacionais a respeito da Terra Oca e dos Ovins. Na revista Flying Saucers, de Junho de 1970, o editor e ufólogo Ray Palmer reproduziu as fotos do satélite ESSA-7 junto com um artigo em que ele abordava a questão dos Intraterrenos ou de uma civilização mais avançada do que a nossa desde há milhares de anos, bem conhecida de resto pelos lamas ou monges tibetanos.
O vice-almirante Richard E. Byrd da US NAVY foi um destemido aviador, pioneiro e explorador polar, que sobrevoou o Pólo Norte em 9 de maio de 1926, e dirigiu numerosas expedições à Antártida, incluíndo um vôo sobre o Pólo Sul em 29 de novembro de 1929. Entre 1946 e 1947, levou adiante a operação em grande escala chamada High Jump (Pulo Alto), durante a qual descobriu e cartografou 1390000 km2 de território antártico. As famosas expedições de Byrd entraram pela primeira vez na controvérsia da Terra Oca quando vários artigos e livros, especialmente Worlds Beyond The Poles (Mundos Além dos Pólos), de Amadeo Giannini, afirmavam que Byrd na realidade não voou por cima do pólo, mas sim dentro dos grandes buracos que levam ao interior da Terra.
Ray Palmer, baseando-se principalmente no livro de Giannini, introduziu esta teoria no número de Dezembro de 1959 da sua revista e, por causa disso, manteve uma volumosa correspondência a respeito. Segundo Giannini e Palmer, o vice-almirante Byrd anunciou em fevereiro de 1947, após uma suposta viagem de 2750 km através do Pólo Norte: "Gostaria de ver a Terra além dos pólos". Essa área além dos Pólos é o centro do grande enigma. Giannini e Palmer diziam também que, durante seu suposto vôo sobre o Pólo Norte em 1947, o vice-almirante Byrd comunicou por rádio que via abaixo dele, não neve, e sim áreas de terra com montanhas, bosques, vegetação, lagos e rios, e um estranho animal que parecia um mamute.
Cidade do Arco-Íris

Em janeiro de 1956, após dirigir outra expedição à Antártida, o vice-almirante Byrd manifestou que sua expedição havia explorado 3700 km além do Pólo Sul e, além disso, justo antes de sua morte, Byrd disse que a Terra além do Pólo era um continente encantado no céu, terra de mistério permanente. Essa terra, segundo outras teorias, era a legendária Cidade do Arco-Íris, berço de uma fabulosa civilização perdida.
Para Giannini e Palmer, os comentários atribuídos ao vice-almirante Byrd confirmaria o que eles sempre suspeitaram: que a Terra tem uma forma estranha no Pólos, algo parecido a um "donut", com uma depressão que forma um buraco gigante que passa através do eixo da Terra, de um pólo a outro. Dado que, por razões geográficas, é impossível voar 2750 km além do Pólo Norte e 3700 km além do Pólo Sul sem ver água. Parece lógico pensar que o vice-almirante Byrd deve ter voado dentro de enormes cavidades convexas dos pólos, dentro do Grande Enigma do interior da Terra e que, se tivesse seguido adiante, teria chegado na base secreta dos OVNI's que pertencem à super-raça oculta, quem sabe a lendária Cidade do Arco-Íris que Byrd teria visto refletida no céu.
A possibilidade de que a Terra seja oca, que possa entrar nela através dos Pólos Norte e Sul, e de que civilizações secretas floresçam em seu interior tem aguçado a imaginação desde tempos atrás. Assim, o herói babilônio Gilgamesh visitou seu antepassado Utnapishtim nas entranhas da Terra; na mitologia grega, Orfeo tratou de resgatar Eurídice do inferno subterrâneo; dizia-se que os faraós do Egito comunicavam-se com o mundo inferior, onde desciam através de túneis secretos ocultos nas pirâmides; e os budistas acreditavam (e acreditam todavia) que milhões de pessoas vivem em Agharta, um paraíso subterrâneo governado pelo Rei do Mundo.


O mundo científico não ficou imune desta teoría: Leornard Euler, um gênio matemático do século 18 deduziu que a Terra era oca, que continha um sol central e que estava habitada; e o doutor Edmund Halley, astrónomo real de Inglaterra no século 18, descobridor do cometa Halley, também acreditava que a Terra era oca e guardava em seu interior três pisos. Nenhuma destas teorias estavam sustentadas cientificamente, porém coincidiam com várias obras de ficção sobre o mesmo tema, onde dentre as mais importantes eram “As Aventuras de Arthur Gordon Pym”, de Edgar Alían Poe (1833), onde o herói e seu companheiro tem um terrível encontro com os seres do interior da Terra. E na Viagem ao Centro da Terra, de Julio Verne (1864), onde um professor aventureiro, seu sobrinho e um guia penetram no interior da Terra através de um vulcão extinto na Islândia, e encontram novos céus, mares e répteis gigantescos e pré-históricos que povoavam os bosques.
A crença de uma Terra Oca estava tão difundida que inclusive Edgar Rice Burroughs, o célebre autor de Tarzan, sentiu-se obrigado a escrever Tarzan nas Entranhas da Terra (1929), um mundo que encontra-se na superfície interior da Terra e que está iluminado por um sol central. A Sombra Além do Tempo (1936) de H.P. Lovercraft transportou o tema para a época atual, descrevendo uma raça antiga e subterrânea que dominou a Terra há 150 milhões de anos e que, desde então, refugiaram-se no interior da Terra, e inventaram aviões e veículos atômicos, e dominavam a viagem no tempo e a percepção extrasensorial. Estas e outras obras de ficção manteve vivo o interesse pela possibilidade da Terra ser oca e que esconde outras civilizações.


Assim, quando foram vistos os primeiros OVNI's nos Estados Unidos em 1947 e a ufomania assolou o país primeiro e o mundo depois, surgiram duas teorias para explicá-los. Os OVNI's deviam ser naves extraterrestres de alguma galáxia próxima, ou pertenciam a seres avançadíssimos que habitavam o interior da Terra. Estas teorias levaram a recuperar as lendas das civilizações perdidas da Atlântida e de Thule, e a crença de que esta última encontrava-se no Ártico (não confundir com Dundas, antes Thule, que hoje é uma base aérea dos Estados Unidos e centro de comunicação).
Acreditava-se também que outra possível fonte de procedência dos OVNI's encontrava-se na Antártida. Esta teoria surgiu no convincente livro de John G. Fuller, A Viagem Interrompida (1966), onde o autor relata a história de Betty e Barney Hill, um casal americano que, durante um tratamento psiquiátrico devido a um inexplicável período de amnésia, recordaram através de hipnose que havíam sido raptados por extraterrestres, examinados no interior de um disco voador e informados que os extraterrestres tinham bases em toda a Terra, algumas no fundo do mar e pelo menos uma na Antártida.
Deste modo, quando Ray Palmer publicou sua controvertida teoria em 1970, os ufólogos e crentes na Terra Oca ficaram com a expectativa: tratava-se de provas conclusivas? Porém os argumentos que Palmer defendia revelaram-se extremamente suspeitos. Todas as investigações feitas desde então não confirmaram nenhuma das afirmações atribuídas por Giannini e Palmer ao vice-almirante Byrd; nem sequer confirmou-se seu vôo sobre o Pólo Norte em fevereiro de 1947 (o certo é que Byrd sobrevoou o pólo Sul nesta data, no transcurso da operação High Jump), inclusive supondo que Byrd teria feito tais comentários, o mais lógico é acreditar que “a terra além dos pólos” e o “grande Enigma” são formas de falar das regiões então inexploradas a continentes escondidos no interior da Terra, e que “o continente encantado no céu” era unicamente uma descrição de um fenômeno que acontece nas latitudes antárticas, uma espécie de reflexo que trás o reflexo de terras distantes.
Existem porém algumas pessoas que afirmam ter visto num noticiário, sobre a expedição de Richard Byrd ao Pólo Norte, onde se viam montanhas, árvores, rios e um grande animal identificado como um mamute. Uma mulher escreveu para Ray Palmer sobre esta notícia, assegurando mesmo que a havia visto em White Plains, New York, em 1929. Entretanto, este documentário não está registrado em nenhum arquivo. Será que se trata de uma artimanha do Governo dos Estados Unidos? Ou será que esse documentário nunca existiu?

 Durante os anos 80 ocorreu um boato que um satélite espião militar norte-americano tirou várias fotografias sobre o pólo norte no exacto momento em que se abriu um buraco no pólo para dar passagem a uma nave desconhecida. Abaixo de nossos pés pode existir uma civilização inteira desconhecida.


O Diário de Richard Byrd

O mais intrigante dos segredos que R. Byrd foi forçado a não revelar, impedido pelo governo dos EUA, seria conhecido anos depois de sua morte ocorrida em 1958. Ele escreveu suas memórias num Diário que foi encontrado e publicado no ano de 1992 e nele se lê o seguinte:

11 de Março de 1947 - «Acabo de participar de uma reunião no Pentágono. Relatei integralmente o que descobri e a Mensagem que trouxe para os governantes do Mundo exterior. Tudo foi devidamente gravado. O Presidente dos EUA foi avisado. Fui detido por várias horas (seis horas e trinta e nove minutos para ser exacto). Fui exaustivamente interrogado pelas Forças de Segurança Máxima e por uma equipa médica. Foi uma grande provação! Fui colocado sob estrita vigilância pelo Serviço de Segurança e ordenaram-me que permanecesse em silêncio quanto a tudo o que descobri. E lembraram-me de que sou um militar e que devo obedecer ás ordens».
30 de Dezembro de 1956 - «Os últimos anos que passaram desde 1947 não foram bons... Faço agora a minha última anotação neste diário singular. Terminando, devo declarar que, fielmente, mantive o assunto em segredo, conforme ordenado, por todos estes anos. Foi completamente contra os meus princípios morais, mas agora parece-me pressentir a chegada da longa noite e esse segredo não morrerá comigo, mas, como deve ser com tudo o que é verdade, deverá esta triunfar. Ele poderá ser a única esperança para a Espécie Humana. Eu vi a Verdade e ela vivificou o meu espírito e me libertou! Cumpri com o meu dever para com o monstruoso complexo militar. Agora, a longa noite começa a aparecer mas não será um fim. Quando a longa noite do Ártico terminar, o Sol brilhante da Verdade voltará... e os que foram da escuridão cairão com a sua Luz... Pois eu vi aquela Terra além do Polo, aquele Centro do Grande Desconhecido».
De tudo o que se escreve e diz a este respeito, cada um tire sua própria conclusão. Rui Palmela * Nota : clicar na imagem acima ou entrar na página: VIAGEM À TERRA OCA


Publicada por Rui M. Palmela em 23:36 Enviar por e-mail BlogThis! Compartilhar no Twitter Compartilhar no Facebook Compartilhar com o Pinterest 75 comentários: Anônimo disse...

Na verdade o nosso planeta ainda é um mundo desconhecido para nós.As civilizaçoes que por ventura poderão existir em seu interior e a serem mais evoluídas, porque não contatam com os povos da superficie?

1 de fevereiro de 2009 04:06 neto disse...

O ser humano teme o desconhecido e o que nós tememos consideramos perigoso, se eu fosse um ser "intra-terrestre" iria preferir viver nessa terra maravilhosa que foi descrita ao invés desse mundo quew nós conhecemos

2 de novembro de 2009 16:37 Francisco Pinto disse...

A chamada civilização ocidental, a nossa, é intrinsecamente territorialista.
Historicamente é enaltecida essa característica.
As cruzadas...
A época dos "descobrimentos"...
A ocupação africana...
A todos esses povos levamos guerra, fome, miséria,massacres, escravidão...
No continente americano dizimamos suas populações de orígem!
No oriente, onde civilizações milenares estavam já implantadas fomos, a pouco e pouco,tentando ocidentaliza-las à custa de colonizações atrozes.
Ainda hoje, existe um país auto denominado "Estados Unidos da América"...
Qual América?
A do norte?
A do sul?
Ambas?
Porque carga de água, quereriam os intraterrestres expor-se?

2 de junho de 2010 21:58 Fernando Baccin disse...

Todos nós cremos em uma vida fora dos limites físicos, um lugar de onde um dia viemos e voltaremos.
Estes portais revelados apenas a alguns seres humanos, nos dão a dimensão do mistério. Nossa conciência não esta preparada para entender tais mistérios.

8 de julho de 2010 09:07 Ricardo disse...

Realmente, em seu livro "A Terra Oca" o almirante Bird declara que näo somente a terra se converge para dentro, mas também o mar, o que vem explicar o surgimento de plantas tropicais boiando entre os gêlos do polo norte. Outro fato relatado por muitos exploradores é que, a partir de certo ponto, e quanto mais se aproximam do ponto geodésico, a temperatura ao invés de cair, o que seria esperado, vai subindo gradualmente! Dizem que a temperatura no interior da Terra é sempre em torno dos 25º centígrados, o que vem de encontro com a teoría de que o Sol e as demais estrelas näo seriam quentes, assim como afirma a atual ciência, mas que igualmente teria por volta de 25º C. Dizem os Mestres que muito em breve os cientistas se surpreenderäo com muitos fatos, contrariamente daquilo que até o momento tem sido postulado como "inquestionável".
Fraterno abraço.

27 de setembro de 2010 15:20 Rui Palmela disse...

Olá amigo Ric,

Perfilho do mesmo entendimento que tens sobre aquilo que os Mestres dizem e que a ciência dos homens ainda terá que saber e corrigir 'inquestionavelmente'...

Sabes porém o que temo, meu amigo, são suas experiências loucas que podem perturbar o ritmo da Terra e destruir a vida tal como a conhecemos.

Refiro-me concretamente ao projecto CERN, aquele acelerador de partículas que muitos cientistas discordam pela sua perigosidade, podendo criar um 'buraco negro' ou mesmo explosão nuclear imprevisível quando atingir o ponto máximo de aceleração e colisão de particulas atómicas.

Tudo só porque os homens querem descobrir a 'particula de Deus' e explicar como tudo começou. "A curiosiadade mata o gato" como dizemos por aqui.

Enfim, meu amigo, confio sim que antes que isso aconteça hajam outros acontecimentos que obriguem os homens a parar para raciocinar melhor.

Talvez esteja mesmo na hora de isso acontecer, meu irmão Ric, e contamos também com a ajuda ou Intervenção de nossos irmãos Intraterrenos como dos Extraterrestres, pois a Terra pode se tornar um planeta sem vida no futuro com as loucras de nossa Civilização.

Um abraço e

Pausa para reflexão!

Rui Palmela

28 de setembro de 2010 23:31 Matias disse...

Sempre achei que o povo que vive no fundo da terra fosse os anjos q desceram do céu e criaram gigantes na teerra anntiga e foram amaldiçoados e castigados por deus o alienigena supremo e criador da raça humana assim como disia enoque o profeta.Gostei da materia acho muito iteressante e ainda bem que tem pessoas que divulgam isso olha gostaria de saber mais a respeito ai fica meu imail caso possa mandar algo mais e interesante a mim continue expondo esses assuntos interesantes cruz.gamada@hotmail.com

15 de maio de 2011 22:42 Vivian Weyrich disse...

Olá Rui, adoro vir aqui e ler sobre teus artigos principalmente sobre a terra oca. Interessante, isso explica o fato de tantas naves terem bases subterrâneas e sairem de cavernas submersas em lagos e mares. Valeu amigo, abração grande a todos e aos intraterrenos hehe!

28 de junho de 2011 09:40 Anônimo disse...

Olá Rui e Leitores deste Blog!

Leio a respeito da Terra Oca hace muchos anos. Sou Brasileira e vivi perto do Roncador onde Fawcett teria disappeared... Considero o livro de Alec Maclellan O MUNDO PERDIDO DE AGHARTA uma espécie de Dicionário sobre o tema, um "must" portanto, para quem o tema interessar. Seria legal postar o link do livro. Depois deste livro,quem tiver acesso a algum tradutor, vale a pena ler o livro-romance (por motivos de força maior assim catalogado) de Jan Udo Holey DIE INNERE WELT.
Também possuo um livro em PDF sobre o tema, muito interessante!
Posso enviar ao Rui para ele postar se achar válido.

No momento moro perto da entrada mencionada por Raymond Bernard, tanto em seu livro como citado no livro de Mclellan,na região de Joinville, onde ele teria montado uma comunidade e desaparecido também?

Vale considerar que há muitos tipos de seres vivendo no interior ou em cavernas ou bolsões subterrâneos: alguns muito evoluidos, outros nem tanto. É preciso ir com cautela e ter o coração purificado para não acessar regiões suspeitas!

Abraços, Helena Schaffner

hs2360@yahoo.com.br
(veja tambem facebook e scribd)

14 de agosto de 2011 07:11 Rui Palmela disse...

Olá, Helena Schaffner

Grato pela sua prestimosa participação acrescentando algo mais sobre este assunto no meu Blog.

Agradeço também que me envie o livro em pdf que referiu sobre O MUNDO PERDIDO DE AGHARTA.

Quanto ao facto de dizer que existem vários seres habitando os reinos internos da Terra (Agharta, Badagas e Duat), também creio que tal como na superfície há os muito evoluidos e outros nem por isso... E concordo plenamente que se tenha de ter o coração purificado para não se deixar iludir ou enganar por seres de regiões suspeitas.

Uma fraterna saudação.

Rui Palmela

14 de agosto de 2011 08:45 Anônimo disse...

O homem não conhece cem por cento de toda a superfície terrestre. Acho tudo isso que vi aqui coisas mirabolantes, pura imaginação. Talvez auxiliares dos senhores do mundo e, tentam pôr ideias absurdas para que fiquemos cegos diante do que acontece em nossa vida cotidiana. Mas uma coisa acredito: há mistérios, mas esses estão além da capacidade de entendimento do homem.

21 de setembro de 2011 17:39 Raqsonu disse...

Olá. Gostei das matérias da terra oca, havia lido diversos livros sobre o assunto de diversos autores antes mesmo de 2000, ou antes de tanta propagação sobre os assuntos.

Eu pratico, medito, e quanto mais me interiorizo, mais simples fica a vida, mais simples vejo as coisas, menos importância para catastrofes, assuntos emocionais, intrigas, menos isso me importa, não ignora claro, mas não afeta tanto quando a maioria e imagino que muitos estão despertando para essa serenidade incrível que possa culminar nesse período 'apocalíptico' (senão revelador)

As cores, os sentidos se aguçam, diversas pequenas doenças deixam de existir para si quando nos silenciamos. Por experiência própria a dor de cabeça que nunca mais terei, por saber como afastar as formas pensamento que tanto grudavam minha cabeça e eu mal entendia o porque disso tudo.

Enfim, muita vida para ti, divulgador de grandes matérias que a massa ignora, e para aqueles que a leêm e duvidam, basta sentar e virar 180° para si e ver por si próprio todo o universo.

19 de outubro de 2011 23:12 Romão Casals disse...

A ser autentico o diário de Richard Byrd estamos na presença de um mistério fascinante.

Contudo, penso ser oportuno dizer que semelhante formação geológica terá que se apresentar de acordo com o critério de luz visível no espectro electromagnético.

Não creio de forma alguma que se trate de algo fora da frequência ressonante perceptível, o sentido da visão contempla somente a matéria efectivamente observável.

Acreditar na presença do espírito fora do conceito de criação, constitui um paradoxo à constante presença de uma realidade intemporal.

27 de dezembro de 2011 07:29 Anônimo disse...

Se no decorrer do tempo a terra, com seus vulcões expelindo lavas por milhões de anos formou a crosta terrestre, esvaziando o seu centro de alguma maneira ha ficar oca. Muito interessante e lógico.Se você arar a terra verá inúmeras criaturas( minhocas, besouros, etc,..)porque não acreditar que imensas cavernas não abrigariam seres humanos ou qualquer outro tipo de vida no centro da terra?

26 de fevereiro de 2012 04:50 Anônimo disse...

Fernando/SC

Bem pessoal, tudo isso é besteira dúvido muito que alguma pessoa que acredite nessas teorias tenha algum conhecimento científico ou tenha realmente estudado física/química e geografia. Caso tivessem conhecimento sobre esses assuntos, principalmente química e física saberiam que isso não tem fundamento. Demonstrando que esses conceitos são totalmente aplicáveis ao nosso universo, os senhores já ouviram falar em gravidade? ela participa em algum momento da vossa vida? Caso a terra fosse oca com um "donut" o processo de rotação e translação seria totalmente alterado! Há atração entre os corpos celestes, prova disso são as marés. Se a terra fosse um donut, a velocidade de rotação seria totalmente desigual! imaginem uma aliança de casamento sendo rodada sobre uma mesa, quando a parte sólida fosse atraída por outro corpo celeste a velocidade seria menor em comparação a parte oca, dessa forma, o tempo entre as horas seria totalmente diferente!!!! Provavelmente o moderador do blog não aprovará isso pois acredito ser opinião contrária a dele, mas valeu o esforço! valeu pessoal!

1 de abril de 2012 04:23 Rui Palmela disse...

Caro Fernando/SC

Como vê o moderador deste Blog aceitou seu comentário com opiniões contrárias sobre a questão da "Terra Oca" que não é uma invenção minha nem dos dois grandes Expedidores (Coronel Faucet e Contra-Almirante Richard Byrd da Marinha dos EUA) que comprovaram sua existência com base em conhecimentos que possuiam e lhes garantiam que era verdade.

Claro que a tese dominante é outra e vigora ainda nos livros de escola que nos inpingiram desde o princípio em nossa educação. Mas o Conhecimento não se encontra aí e sim noutras fontes que só alguns procuram e desse modo respondo ao seu comentário com elegância por não me incomodar sequer que vc me considere um 'tolo' por acreditar mais nos Expedidores da "Terra Oca" do que na sua pretensa sapiência sobre a Morfologia terreste que nenhum cientista do nosso tempo conhece verdadeiramente.

Assim respondo-lhe do mesmo modo que respondi a um determinado 'astrónomo' do Blog ASTROPT com quem debati este mesmo assunto remetendo-o à sua ignorância, pois desde há algum tempo ele vinha ridicularizando a minha crença na “Terra Oca”, chamando de burros a todos os que partilham dessa tese, merecendo de minha parte uma última resposta sobre a realidade de nosso planeta que não nos ensinam nas escolas.

O tal sr. ‘astrónomo’ chega mesmo a ofender quem o contrarie ou combata a sua ignorância, refugiando-se ele em teses de Issac Asimov (escritor russo de ficção cientifica) a quem dá mais crédito do que a Edmund Halley ou Issac Newton (pais da Ciência Moderna) que defenderam a tese da Terra Oca.

(continua)

1 de abril de 2012 09:54 Rui Palmela disse...

(continuação)

Também Leonhard Euler, matemático e físico suiço, mestre em Filosofia, famoso pelos seus trabalhos em mecânica, óptica e astronomia, defendeu a tese da Terra Oca com um ‘Sol Central’ que dá origem ás auroras boreais e austrais junto às regiões polares reflectindo na atmosfera exterior suas nuances (pelas aberturas polares) e não é o Sol do nosso sistema solar a causa disso como se tem defendido.

Nicholas Kollerstrom, escritor inglês historiador da Ciência, notou que a primeira noção da Terra Oca surgiu no Philosophiae Naturalis Principia Mathematica de Newton, onde foi encontrada a tese de Edmund Halley de que “a estrutura interior da Terra é a de uma série de esferas ocas contidas sucessivamente uma dentro da outra”…

Esta teoria na época já consubstanciava algo que o próprio Newton dava crédito e nunca poderia ter produzido o Principia sem o encorajamento de Halley, pois a ideia de que o globo terrestre é oco é muito antiga e foi esse grande Astrónomo do século XVII que a defendeu sem qualquer receio de ser ridicularizado na época pelos que, tal como hoje, têm muita relutância em aceitar a ideia de Edmud Halley pois a que vigora oficialmente é aquela da Terra ser constituida por Crosta, Manto e Núcleo, sendo este de magma donde provém a lava dos vulcões.

Porém, foi Richard Byrd, Vice-Almirante norte-americano que provou o contrário quando fez duas expedições aos Polos e adentrou a Terra em milhares de kilómetros através dos mesmos, tendo feito uma descoberta fantástica falando de um mundo estranho que nunca tinha visto até então, uma “Terra de Eterno Mistério” onde encontrou o “Centro do Grande Desconhecido”, como dizia.

Muitos pseudo sábios da Ciência Moderna ainda não entenderam isto, rejeitando toda a história da experiência vivida por Byrd no interior da Terra, tendo anotado tudo no seu Diário. A NASA sabe a verdade mas seus cientistas estão impedidos de a revelarem ao Mundo, tal como fizeram com Richard Byrd que foi obrigado a manter-se em silêncio até quase ao fim de sua vida.

Portanto, Edmund Halley estaria pois familiarizado com todas estas ideias e também com as descrições da Terra Oca de Platão, Aristóteles, Lucrécio, Sêneca e Dante. O gênio de Halley, nós o reconhecemos hoje, mas no que toca à Terra Oca muitos são os que o acham tolo, tal como acham Newton que afinal também comungava das mesmas ideias.

E pronto, caro Fernando SC, foi tudo isto que eu disse ao tal senhor ‘astrónomo’ que também serve para si, a fim de que abra sua mente ao Conhecimento e deixe de considerar os outros tolos, porque "A mentira só reina enquanto a verdade não chega" e essa está surgindo por aí e não se pode esconder mais no nosso tempo.

Rui Palmela

1 de abril de 2012 09:54 Anônimo disse...

a Biblia diz que Jesus deceu ao Hades e pregou aos espiritos em prisão que não tiveram oportunidade de ouvir o Evangelho em vida pela época que viveram. Jesus contou uma parabola sobre um rico impio e um pobre justo. O rico e o pobre estavam no mundo dos mortos, mas o impio estava em tormento e o justo em um lugar de conforto, e ambos se viam. Entretanto estavam separados por um abismo. Certa vez em que Jesus expulsou uma legião de demonios, eles pediram para não serem lançados no abismo. Ciêntistas que faziam escavações escutaram sons de gritos de bilhares de pessoas em tormento. Não seria este mundo subiterraneo o Hades? Isto é, um lado de tormento e um de conforto separado por um abismo que até os demonios tem medo? Mas se o Hades é um lugar espiritual, então não posso conceber a teoria da terra oca! Porque a Bíblia é, para quem não sabe, também, um livro cientifico. Antes dos cientistas descobrirem varias coisas, a Bíblia já nos revelava. Ex: que a Terra tem um formato arredondado e que ela esta suspensa pelo nada, isto é, no vacuo, etc. A Bíblia é a verdade! Gostaria que este comentário fosse publicado...

21 de abril de 2012 20:43 Rui Palmela disse...

O Hades, segundo a mitologia grega, é o deus do mundo inferior e dos mortos, equivalente ao deus plutão dos romanos, que governaria um reino nos subterrâneos da Terra que certamente não é o Reino de Agharta conhecido pelos Monges Budistas ou Lamas Tibetanos há milhares de anos.

Penso, pois que o ‘Hades’ aonde Jesus teria descido para pregar sua Mensagem de Amor e Verdade, será o “baixo astral” da Terra onde muitas almas se encontram pelo mal que praticaram ao longo de suas vidas, aguardando uma nova oportunidade de voltar ao plano físico pela porta de um novo nascimento a fim de se corrigirem e se aperfeiçoarem colhendo o seu próprio karma, pois efectivamente “A semeadura é livre mas a colheita é obrigatória”, sendo certo que “a colheita é conforme a semeadura” e todos colhemos nesta vida (física) aquilo que semeamos em todo o percurso de nossa História

Portanto, penso que o ‘Hades’ é uma região astral inferior circunscrita à Terra e não propriamente um lugar geograficamente definido ou localizado no seu interior, pois o facto de dizer que cientistas ao fazerem escavações já escutaram sons de “bilhares de pessoas em tormento” como se estivessem ardendo nas chamas de um inferno ou na lava dos vulcões, eu não creio nisso e sim noutro ‘Inferno’ que forjamos na superfície cheio de males e sofrimentos que criamos pelos tempos.

A Bíblia é um livro escrito pela mão dos homens segundo as suas crenças e convicções de cada época, utilizando uma linguagem que muitos biblistas ainda hoje não sabem decifrar por interpretarem mal muitas palavras ao pé da letra, sendo que o próprio Jesus dizia que “a palavra mata” e só espírito dela vivifica pelo conhecimento da Verdade. “Conhecei e verdade e ela vos libertará” do erro e da ignorância em que vivemos neste mundo onde “A vida é bela, mas nós é que damos cabo dela”... como diz o velho ditado.

Portanto, voltando à questão da Terra Oca, há factos e provas evidentes que não podem ser mais ignoradas e a NASA sabe mais do que diz a este respeito. O resto é tudo uma questão de acreditar ou não na existência de uma Civilização Intraterrena mais evoluida e avançada milhares de anos do que os humanos da superfície que se destroem a si mesmos por guerras, loucuras e desregramentos, engendrando seus próprios males e sofrimentos. Nessa perspectiva, os habitantes do Interior consideram que somos nós os tais “espiritos prisioneiros” do Inferno que forjamos em nossas vidas...

Rui Palmela

21 de abril de 2012 23:53 Anônimo disse...

Primeiramente, o Hades da mitologia grega não tem nada a ver com o Hades no contexto biblico, apenas uma influencia histórica em relação ao nome para os povos da época. Concordo que o Hades é um mundo espíritual e não um lugar definido geograficamente. Discordo da forma que você definiu a Bíblia como livro ciêntifico. Ela é ciêntifica sim, mas não por crendices ou ciências humanas, mas por Deus ser Seu altor. De todos os livros antigos orientais Ela é o unico livro que traduzido para qualquer idioma não necessita de modificações para ficar inteligivél à nossa mente. Outra coisa: Jesus nunca disse que a palavra mata, pelo contrário, mas que devemos viver de toda a Palavra de Deus e que as Escrituras sagradas textificam dEle. Agora, quanto ao texto correto, é: "a letra mata e o espírito vivifica". Isso porque somos ministros de um novo concerto; não estamos presos às regras da lei, mas libertos pela Graça e Amor de Deus. Agora, quanto a fatos da NASA, em relação a terra oca, publiquem mais e vou pensar no assunto, pode ser uma fraude ou não... Entretanto, se a terra for oca, isso não prova que haja pessoas morando dentro da Terra. Para terminar: minha base é a Bíblia! Ah! Desculpe-me pela minha escrita; digitei de um celular.,,

28 de abril de 2012 07:19 Rui Palmela disse...

Caro “Anónimo”,

Começo por corrigir meu lapso sobre a “palavra mata” e sim “a letra (da palavra) mata e só o espírito (da palavra ou da letra) vivifica”. Certo?

Quanto ao Hades da Mitologia Grega, porque não será o mesmo que vc refere da Bíblia? Não se esqueça que os gregos sabiam mais sobre Jesus e as Escrituras do que vc imagina. Aliás, eles até conheciam Jesus Cristo por ICTUS (peixe em grego) que quer dizer Iesus Christus Teos Uios Shoter, ou seja, Jesus Cristo Filho de Deus Salvador. Certo?

E decerto você sabe bem que o símbolo que os discípulos usavam como código para se encontrarem em segredo por causa dos Romanos era o Peixe, não a cruz. Certo?

Quanto à questão da Terra Oca, seria bom que vc descobrisse qual a relação da própria pintura do “Sagrado Coração de Jesus” com Agharta, ou seja, um dos Reinos Internos da Terra mais conhecidos há milhares de anos pelos Mestres Hindus e Lamas Tibetanos. E já agora, Jesus era conhecido no Oriente como o Santo de Laça que visitou os principais centros filo-espirituais orientais daquela época no periodo em que a Bíblia nada sabe sobre ele, ou seja, dos 13 aos 30 anos de idade. Apenas lhe adianto que Agharta quer dizer “Coração de Fogo”, o mesmo que Jesus apresenta no seu peito no tal imagem que refiro acima. Certo?

Há muitas coisas vc desconhece, caro “Anónimo”, e não irá certamente encontrar na Bíblia aquilo que só poderá descobrir pelo “espírito da palavra” se não interpretar tudo ao “pé da letra”. Por isso Jesus disse que “a letra mata, só o espírito vivifica”...

E mais disse que “Nada há encoberto que não venha a descobrir-se, nem oculto que não venha a conhecer-se”, pelo que tudo a seu tempo se virá a saber-se. Certo? Até lá seria bom que além da Bíblia vc consultasse outras fontes do Conhecimento, pois Deus o revelou a vários povos e não apenas a Moisés, os judeus e os hebreus...

De resto, “Analisai tudo e retende o bem” (ou o que é bom) aconselhava o grande apóstolo Paulo a quem busca conhecer a Verdade, aquela que liberta do erro e da ignorância em que vivem ainda milhões de homens e mulheres desta Humanidade, sejam cristãos ou não cristãos, crentes ou ateus...

E para terminar, lembro a frase de William Shakespeare que dizia: “Há mais coisas entre o céu e a terra do que tudo o que pode supôr a vossa vã filosofia”...

Grato pela sua participação.

Rui Palmela

28 de abril de 2012 11:47 Anônimo disse...

Caro Rui, com todo respeito, quero corrigir outro lapso seu: a letra (da Escritura) mata, e só o espírito (a profecia Palavra) vivica. Eu sei: é dificil entender, mas a Bíblia diz q a sabedoria de Deus é loucura para o mundo (1 Co 1. 18-31) e q o homem natural não pode discernir as coisas espirituais, elas se discern espirtualment (2 Co 2. 14). Então quando tentamos interpretar a Bíblia em base de nosso intelecto ou filosofia (Col 2. 8), corremos o risco de "nos matarmos" espiritualmente, i. é., nos separarmos de Deus. Mas quando interpret a Bíblia, como livro espiritual, em base dela mesma, comparando as coisas espirit com as espirit (1 Co 2. 13), então falamos a Palavra de Deus e nã a palavra da letra (Jó 32. 8; 2 Tm 3. 16; 2 Pe 1. 21; 2 Co 3. 5,6; 1 Co 2. 16; João 5. 39). Outra coisa: quem conhecia mesmo as Escrituraras (A. T.) eram os judeus, ja os gentios convertidos (gregos, romanos, etc) quand passaram conhecer as Escrit ainda possuiam suas filosofias distorcidas. Não é d admirar q Paulo tivesse tanto de orientar aos "não judeus"por epistolas, pois estavam acostumados a criar fabulas, mas, p ex, Paulo comissionou Timóteo a cuidar dsse assunt em Éfeso (Tm 1. 4). Além do mais, Jesus (no N. T.) ao se referir ao mudo dos mortos não mostrou semelhança alguma entre o Seol (Hades segundo a Bíblia) e o deus do mundo inferior (Hades segundo a mitolog grega). Nem Jesus, nem apostolo algum, mostraram alguma semelhança entre o mundo dos mortos (segundo a Bíblia) com o deus grego, alem do nome "Hades". Quando Deus falou ao homem, usou o próprio dialeto (q inclui a cultura e influencia q o povo sofreu). Se Deus for nos falar algo hoje, Ele vai nos explicar as coisas em base do q possamos entender

29 de abril de 2012 10:05 Anônimo disse...

Historicamente concordo com o q vc disse sobre o sinbolo do peixe q usavam como codgo, mas quanto a pintura do "sagrado coração", não posso usar como apoio, visto q nem a Biblia nem a historia fazem referencia dela como obra apostolica ou messianica. Foi apenas uma pintura feita por um ótimo artista! Quanto a Jesus ter, dos 13 aos 30, visitado centros filo-espirt, isso é conto não provado. O nome d uma pessoa famosa como Jesus, pode correr grandes distancias (mesmo em épocas mais remotas). Não é d admirar q inventem varias historias d Jesus em varias épocas. Tudo o q ha para se saber d Jesus, mesmo antes dEle encarnar, esta na Bíblia (Lc 24. 44; João 5. 39). Quand Jesus disse para examinarmos as Escrituras e q elas textificam dEle, ainda não havia o N. T. da Bíblia.,

29 de abril de 2012 10:27 Anônimo disse...

Há muitas coisas q "NÓS" não entendemos, caro Rui, e não iremos certamente encontrar fora da Bíblia aquilo q só podemos descobrir pelo "espírito da Palavra" (preste atenção: não é espirt d filosofia ou ciencia humana, etc), visto q Jesus é a própria Palavra (Ap 19. 13) e a Verdade (João 14. 6) e q as Escrituras é q testificam dEle (João 5. 39). Por isso devemos comparar as coisas espirt c as espirt, como disse "Paulo": "a letra mata e o espirt vivifica"

29 de abril de 2012 10:40 Anônimo disse...

Concordo: nada ha encoberto q não haja d descobrir-se e q tudo a seu tempo virá descobrir-se. Então até lá, prefiro ficar com o q é certo (a Bíblia), pois o testemunho d Jesus é o espírito d profecia (Ap 19. 13). E, como esta escrito, "Ninguém q milita se embaraça em negócio desta vida..." (2 Tm 2. 4). Deus esta muito mais preocupado em q conheçamos e vivamos o amor divino, do q descobrirmos a geografia do subterrando terrestre. Não digo isso para vc parar d pesquisar, mas para vc não se perder em coisas humanas acerca da Bíblia e d Deus! E como vc citou Paulo (examinar tudo e reter o bem), tenho d dizer q não desprezo a ciência, pois Deus é quem nos dá inteligencia. Certo? Se vc me provar com mais q fotos, ou videos, ou letras (q matam) eu crerei. Isso porq a Bíblia se mostra verdadeira por provas q excedem a letra, muitos cristãos não sabem, mas Deus tem provado a veracidade da Bíblia, concedendo poder para aqueles q "se apossam" da Palavra d Deus, fazendo maravilhas hoje como na época apostólica. Além disso, a medida q a cência avança, descobre q a Bíblia já desvendava o assunto cientifico em questão, além d ter previsto diversos acontecimentos. Grato por publicar meus argumentos, mesmo q contradizendo a opinião do site, e descupas pela escrita (estou em um celular)

29 de abril de 2012 11:17 Anônimo disse...

Mais uma coisa Rui: Não sei se vc vai publicar meus comentários anteriores, mas não digo duvidar d sua teoria da terra oca, visto q não afetaria, pelo q sei, em nada os textos biblcos. Mas fotos e videos podem ser montagem. Sabia? O q mais questionei foram seus argumentos em relação à Bíblia... Agora, quanto a intra-terrestres eu duvido!

29 de abril de 2012 11:37 Rui Palmela disse...

Caro "Anónimo" (trato assim porque vejo que você prefere manter-se no anonimato, pois preferia tratá-lo pelo nome)

Também sou um leitor da Bíblia e decifro a "Palavra de Deus" à luz do espírito e não propriamente do meu intelecto, mas assumo a minha liberdade de pensamento e de discernimento que Deus me concedeu como concedeu a toda a gente.

Por isso analiso as Escrituras, não como os leigos e religiosos o fazem mas sim com meu próprio discernimento, sem temor ou preconceitos que me impeçam de raciocinar e descobrir a verdade que me faz sentido mesmo que vc interprete doutro modo, pois ela não é exclusiva de ninguém e vai sendo revelada a quem a busca dentro de si mesmo e encontra pela luz da Intuição.

Posto isto, é natural que vc duvide de tudo o que não se enquadre dentro dum contexto bíblico, mesmo que verdade esteja em vários fontes do Conhecimento que vc rejeita.

Eu entendo que tenha alguma dificuldade de perceber outras coisas que nunca investigou nem analisou, pois se limita ao estudo bíblico e vejo que isso é para si aquilo que o Alcorão é para os muçulmanos.

Eu prefiro a liberdade de pensamento para melhor poder analisar tudo e reter o que é excelente. Penso que isso não o preocupará certamente...

Quanto à sua duvida sobre Jesus, eu disse o que conheço mas vc nada disse nem adiantou para me convencer do contrário de que ele teria viajado na companhia de José de Arimateia (este é mais um pormenor que adianto), tendo visitado várias terras do oriente onde foi reconhecido como um grande Mestre Iluminado.

Mas é irrelevante que vc acredite ou não nessa fase da vida de Jesus que não é descrita na Bíblia e vc não explica nada a respeito. Faltou-lhe os capítulos e versículos para memorizar...

Quanto à questão da Terra Oca, é um assunto que só a seu o tempo se saberá tal como hoje a Igreja reconhece que Galileu Galilei tinha razão quando dizia que a Terra não era plana e sim redonda e não era o centro do Universo e sim se movimentava sobre si mesma e em torno do sol...

Muitas outras coisas se virão a saber que a própria Ciência desconhece e/ou ainda não pode dizer.

Fico grato pela sua participação e foi um prazer dialogar consigo.

Uma saudação do coração.

Rui Palmela

29 de abril de 2012 14:07 Anônimo disse...

Caro Rui, eu sou o anônimo desde 28 de abril d 2012 07:19, e quero, primeiramente, me desculpar pela referencia errada: Ap 19. 10 é a ref correta para "o testemunho d Jesus é o espírito d profecia". Em segundo: Na verdade não podemos decifrar a Palavra d Deus, caso contrário, estaremos nos escribando em nosso próprio entendimento, o q a Bíblia condena (Prov 3. 5). Só Deus pode nos revelar Sua Palavra pelo Poder d Seu Espírito Santo (João 14. 26), pois sem Jesus nada podemos fazer (João 15. 1-5). Além do mais, como já te mostrei, o homen natural não compreende as coisas do Espírito. Por isso, não é qualquer um q entende a Bíblia e Deus não é um Deus d confusão para q Sua Palavra tenha contradição de revelações. Terceiro: Não tenho dificuldade para aceitar q a terra é oca se vc me provar! Além do mais, a Bíblia não é para mim como o Alcorão para os Mulçumanos! Só se vc convivesse em meio para entender, não adianta falar (a letra mata, sabe?). Quarto: Vc é livre para pensar amigo. Não me preocupo com sua liberdade d pensamento, mas onde isso pode te levar, visto q da o mesmo valor das histórias biblicas para histórias não biblicas e q se escriba mais em filosofias q na Bíblia. Quinto: Se vc fizer um estudo aprofundado da Bíblia vai ver q a fonte d Sabedoria d Jesus sempre foi Deus e q Jesus também não buscou conhecimento em outros povos, mas, até antes d iniciar Seu ministério, jamais houve palavras em Sua boca q não fossem segundo a Lei e os profetas. Como Jesus disse: "a salvação vem dos judeus" (João 4. 22). Prova disso é q Jesus, nascido judeu, nos pregou a Boa Notícia (Evangelho) da Salvação em base da própria Escritura da Lei e dos profetas (Lc 24. 44). Daí o Novo Testamento! Ainda tenho uma ultima coisa a dizer: Viu como a letra mata? Não importa o conhecimento q empreguemos; um não convence o outro. Sabe porque? Porq a verdade é manifesta em Espírito e Poder, não em letras... Obrigado por publicar meus argumentos Rui, mas agora não debaterei mais amigo (Tito 3. 9 e 2 Tm 4. 3 a 5). Outra saudação do coração. Aqui minha despedida e q Deus te abençoe amigo! Ps: Qualquer outro anônimo é mera semelhança!!

30 de abril de 2012 14:32 Rui Palmela disse...

“Só Deus pode nos revelar Sua Palavra pelo Poder do Seu Espírito Santo (João 14. 26)”...

Concordo plenamente, caro “Anónimo” de 28-4-2012, e creio que Deus me tem revelado muitas coisas que leio da Bíblia e outras que me surgem fora dela, disso não tenho dúvida alguma e penso que Ele não precisa da autorização de ninguém para fazê-lo a qualquer um de seus filhos aqui neste Planeta. Certo?

Quanto a Jesus, que considero o Mestre dos Mestres neste Mundo, não creio que ele tenha ido aprender alguma coisa com os outros povos no Oriente mas sim levar o seu próprio Conhecimento e revelar-se aos que o esperavam e o reconheceram como o Santo de Lassa no Tibete e outros locais por onde andou. De resto, o Conhecimento que Jesus possuia da mais alta estirpe recebera-o dos Essénios (o Povo de Deus) com os quais conviveu desde menino. E o facto é que os Essénios tinham conhecimentos semelhantes aos dos Hindus e Tibetanos que falavam da Reencarnação e das leis do Karma (Causa e Efeito) que Jesus bem conhecia. Essas crenças depois seriam suprimida pela própria Igreja Católica no século I d.C. no Concílio de Constantinopla por ordem do Imperador Justiniano, mantendo-se até hoje a ignorância das vidas sucessivas que outras Igrejas cristãs também seguiriam pelo mesmo desconhecimento das palavras de Jesus que hoje estão sendo redescobertas, entre outras coisas a seu respeito pelos Manuscritos do Mar Morto.

Mas não me desviando do assunto inicial, creio também que a ‘Transfiguração’ de Jesus no alto do Monte Tabor aonde subiu para ‘orar’ com 3 dos seus discípulos, não foi aquilo que hoje muitos interpretam nos Evangelhos e sim outra coisa que vislumbro pelo espírito que para si e muita gente crente talvez seja demasiado... As revelações ainda não são para todos e sim apenas para aqueles que as podem suportar. Sabia isso, caro Anónimo? Para isso tem de se ter uma mente aberta e livre de condicionamentos religiosos de qualquer espécie...

Quanto à questão da “Terra Oca” e outras civilizações mais avançadas em relação à nossa no seio do Universo do qual fazemos parte, Jesus bem conhecia tudo isso, tal como os Povos do Oriente com quem contactou.

Gostei deste diáologo consigo, querido Amigo.

Um fraterno abraço e saudação do coração.

Rui Palmela

30 de abril de 2012 23:09 Anônimo disse...

Ola, minha pergunta é:
Se algumas pessoa ja enteraram la, porque não tem nenhuma foto do lugar? Alem do mais, qundo inventeram o avião ja esistia camara fotografica, pois o 14 bis avião foi fotografado no primeiro voo, e se eles entraram la de avião eles poderiam tirar fotos não é?
Por favor responda, estou de olho no blog quase todo dia.
Abrassos
De: Adriano Poier

4 de maio de 2012 11:13 Rui Palmela disse...

Olá Adriano Poier,

Vários foram os expedidores que buscaram essa aventura ao interior da Terra, mas só o Vice Almirante Richard Byrd viveu de perto essa grande experiência tendo contactado com a civilização de Agharta, desconhecendo-se se tirou fotos do acontecimento. De qualquer forma, mesmo que tivesse conseguido isso, ele teria sido impedido pelo governo norte-americano de revelá-las ao mundo, tal como foi obrigado a manter voto de sigilo por muitos anos até ter sido encontrado o seu Diário onde conta o que viu naquele reino interno além dos Polos.

4 de maio de 2012 12:49 lightworker7 disse...

Caro Rui,tenho acompanhado os artigos postados e considero os temas muito interessantes para quem tem espírito investigativo e mente aberta para compartilhar conhecimentos que,hoje já não estão mais nas mãos de algumas minorias que ainda são relutantes em repartir o que sabem.Minorias cujos valores escusos são utilizados egoisticamente para implantar dogmas e falsos conceitos na mente dos desavisados.
À propósito,quanto ao tema da Terra oca.Há alguns anos fiquei sabendo,através de uma revista que, em Joinvile, litoral catarinense,espeleólogos descobriram um túnel,buraco,ou seja lá o que for.Com grande diàmetro e penetrando profundamente na Terra.O que chamou minha atenção foi o fato de relatarem que o dito buraco tinha a aparência de ter sido construido por alguem ou algo e por ser frequente na região relatos de avistamentos de ovnis.Soube que tentaram explorar esse buraco mas a tarefa tornou-se infrutífera.Que meios se utilizariam para penetrar Terra adentro 10km,30km,talvez 50km ou mais ???
Eu acho que é impossível.Será uma passagem para Agartha ???

6 de maio de 2012 17:00 FirstGames disse...

eu acredito que a terra seja oca, tenho muita vontade de descobrir se isso é verdade

8 de junho de 2012 19:51 Janja disse...

Eu tenho que antes de acreditar em "terra oca", acreditar que existe um deus, espíritos, reencarnação, que HAARP provoca terremoto, que existe satanás, Nibiru e tantas outras coisas que não cabem em nada.

7 de julho de 2012 15:07 Anônimo disse...

Olá! td bem? sou uma pessoa que acredito em cristo! queria lhe perguntar, como conseguiu esse diario? e tipo é so isso que se tem de provas? nenhum registro a mais?
é simplesmente te fé nisto?
e esses seres intra - terrestres o q vc acha q é?
sera q alguen ja pensou en hackear a nasa? flw

16 de julho de 2012 01:48 Rui Palmela disse...

Caro Janja e Anónimo que acredita em Cristo,

Eu também creio em Deus, o Criador do Universo e todas as coisas que nele existem e foi o próprio Cristo que disse no seu Sermão Profético que no "fim dos tempos" veriamos sinais nos céus, no Sol, na Lua, nas estrelas, etc., que seriam o prenúncio dos Acontecimentos de "Juizo Final" que são a consequência dos erros e dos excessos da nossa Civilização que está levando o Mundo à destruição por tantas loucuras, ganância e ambição.

A NASA nada diz sobre isto, com ou sem hackear, e não se pronuncia abertamente sobre a questão da Terra Oca porque não está autorizada a dizer o que sabe a esse respeito, porque poria em causa muita coisa da ciência e da religião que a seu tempo muitas coisas novas revelarão. "Nada há em oculto que não se venha a conhecer nem encoberto que não se venha a saber", dizia Jesus em sua Pregação, referindo-se aos tempos que vivemos onde muitas coisas acontecerão.

Quanto ao Diário do Almirante Richard Byrd e suas revelações sobre suas experiências vividas naquela terra de "Eterno Mistério" (no interior da Terra), o "Centro do Desconhecido" além do Polo Norte, aconselho uma leitura ao livro A TERRA OCA de Raymond Bernard e SHAMBHALLA de Andrew Thomas, entre outros que dão uma visão de algo até aqui desconhecido pela maioria das pessoas.

Por isso, "Conhecei a verdade e ela vos libertará" do erro e da ignorância em que vive ainda grande parte da humanidade, sendo certo que...

"Muito mais teria para vos dizer mas não estais ainda preparados para suportá-lo" dizia Jesus há 2012 anos e ainda hoje muita gente de 'fé' não está preparada para conhecer coisas que já se começam a saber.

16 de julho de 2012 05:01 Anônimo disse...

se tem um sol no centro da terra como podemos saber se nós estamos no interior ou no exterior da Terra?

25 de julho de 2012 09:38 Anônimo disse...

Como sou explorador a 28 anos, fiz uma expedição (aventura) na caverna principal em mato grosso que dá acesso a tal famosa terra oca. Fizemos uma pesquisa de mais de 5 anos, junto com a autorização do IBAMA e liminar do exército antes de poder se aventurar lá. Planejamos tudo detalhes por detalhes. Caminhamos por mais de 19 dias dentro da caverna estreita e fria com uma equipe de 12 pessoas, incluindo médico enfermeiro,biólogos, tecnico em caverna e solo, cientistas, camera-mem, ajudantes e outros profissionais etc..Chegamos num lugar que começou a esquentar abruptamente e uma iluminação que não vinham de nossos equipamentos e nem de buracos do céu, pois estávamos a mais de 9 km abaixo da superfície...de repente nossas cameras e equipamentos eletronicos,todos pararam de funcionar sem explicação, até as lanternas pararam derrepente. começamos a ouvir zumbidos e um tipo de vozes indecifraveis muito fina. o Temor tomou conta da gente. A única coisa que queriamos era sair dali o mais rápido possivél. Do nada, vieram até nós pessoas muito estranhas. DECLARO AMEDRONTADOR!!! com o formato menor (pareciam deficientes) com o tamanho de 20 a 30cm no máximo. Muito magros. Ficaram exaltados com a nossa presença e´não entendiamos o que eles expressavam. Ficamos morrendo de medo, tentamos correr mas eles começaram a aparecer por todos os lados..Nossos corpos ficaram paralizados, não conseguiamos mexer nada, tudo parecia que estava em camera lenta (igual aos nossos sonhos quando tentamos correr e gritar de alguém a voz não saia de jeito algum ) declaro: ATERRORIZANTE!!quando tudo ficou quieto encontarmos uma loja das casa bahia, Nos pediram um cigarro e nos convidaram para tomar caipirinha de jaca. Foi demais ...



Piumino - Linea Iglù

Piumino trapuntato a quadri disponibile in varie qualità di imbottitura, in diversi tessuti, in differenti misure e modelli:

IGLU'

Piumino con grammatura invernale.

vedi foto tutto il piumino >>

Iglù

IGLU' MEDIUM

Piumino con grammatura adatta ad ambienti con temperatura che non va al di sotto dei 18° C.

IGLU' LIGHT 

Piumino con grammatura leggera per la stagione estiva o per climi miti.

IGLU' TWINS

Piumino 4 stagioni composto da Iglù medium + Iglù light.

vedi foto tutto il piumino >>

IGLU' TRIS

Piumino 4 stagioni composto da Iglù medium + Iglù light, 
con Iglu' light divisibile a sua volta in due metà, 
perfetto per la coppia con necessità differenti. 




pL3_doppio-Slide-Twins-lt

IGLU' TAURUS

Piumino sagomato per letto a vista.

Iglù Taurus

IGLU' ABELL

Piumino sagomato per letto tondo. 

Iglù Abell

IGLU' BIORGANIC

Iglù in cotone organico - leggi dettagli >>

Misure disponibili

Imbottiture disponibili

Tessuto

155 X 200

155 X 220

200 X 200

200 X 220

250 X 200

250 X 220

su misura


 

Serie 90 Ungherese
Piumino d'oca originale
(90% Piumino - 10% Piumette)
Serie 100 Ungherese
Piumino d'oca originale
(100% Piumino)
Serie 100 Siberiano
Piumino d'oca originale
(100% Piumino)

 

100% cotone Inlett bianco
BiOrganic - 100%cotone organico
 

 

 

Altre informazioni

Azienda
Copyright
Condizioni d'uso
Codice sulla Privacy
Informativa sui Cookie
Newsletter iscrizione/cancellazione

FacebookYoutubeGoogle plus

 

 
Copyright © 2013 Hammerfest S.r.l. - Loc. Larganza, sn - 38050 Roncegno (TN) - ITALIA - Tutti i diritti riservati.

Cod. Fiscale, Partita Iva, Reg. Imprese (TN): 01594290221 
Id. Code: IT 01594290221 REA 163864 - Capitale sociale € 110.400,00 i.v.

 

Created by 4W online - Powered by Joomla!